Experimentación y formación de maestros de química: diálogos con la relación con el saber

Autores/as

DOI:

https://doi.org/10.17227/ted.num56-18621

Palabras clave:

experimentación, formación de profesores, relación con el saber, enseñanza de la química

Resumen

La teoría de la relación con el saber, desarrollada por Bernard Charlot, examina cómo el sujeto se apropia del conocimiento a lo largo de su trayectoria vivencial. Basándose en esta noción, este estudio identifica siete elementos formativos de la relación con el saber para explorar las concepciones de los estudiantes de Licenciatura en Química del estado de Tocantins sobre el papel de la experimentación en la enseñanza y aprendizaje de la química. Se llevó a cabo una investigación cualitativa utilizando el método de estudio de caso. El balance del saber sirvió como instrumento de investigación y el análisis de contenido fue aplicado para tratar los datos. Los resultados indicaron que las concepciones de los estudiantes oscilan entre la experimentación investigativa y la ilustrativa, reflejando la realidad escolar. Sin embargo, se reconoce la necesidad de intensificar las discusiones sobre la experimentación a lo largo de la formación académica.

Citaciones

Crossref Cited-by logo
0

Métricas PlumX

Visitas

27

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. Edições 70.

Borges, A. T. (2002). Novos rumos para o laboratório escolar de ciências. Caderno brasileiro de Ensino de Física, 19(3), 291-313.

Calefi, P. S., Reis, M. J. F., & Rezende, F. C. (2015). Atividade experimental investigativa na formação inicial de professores de Química: ferramenta para o desenvolvimento de aprendizagem significativa. In Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 10. Anais... Águas de Lindóia. Disponível em: https://www.abrapec.com/enpec/x-enpec/anais2015/busca.htm?-query=calefi. Acesso em: 29 dez. 2023.

Carvalho, A. M. P. (2018). Fundamentos teóricos e metodológicos do ensino por investigação. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, 18(4), 765-794.

Charlot, B. (2000). Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Artmed.

Charlot, B. (2001). Os jovens e o saber: perspectivas mundiais. Artmed.

Charlot, B. (2005). Relação com o saber, formação dos professores e globalização: questões para a educação hoje. Artmed.

Charlot, B. (2013). Da relação com o saber às práticas educativas. Cortez.

Charlot, B. (2021). Os Fundamentos Antropológicos de uma Teoria da Relação com o Saber. Revista Internacional Educon, 2(1).

Francisco, W. (2019). A relação com o saber e o ensino de química: fundamentos teóricos para analisar o processo de aprendizagem em atividade de sala de aula. Investigações em Ensino de Ciências, 24, 1-21.

Francisco Junior, W., Ferreira, L. H., & Hartwig, D. R. (2008). Experimentação problematizadora: fundamentos teóricos e práticos para a aplicação em salas de aula de ciências. Química Nova na Escola, 30, 34-41.

Gonçalves, R. P. N., & Goi, M. E. J. (2018). Uma revisão de literatura sobre o uso da experimentação no ensino de Química. Comunicações, 25(1), 119-140.

Gonçalves, R. P. N., & Goi, M. E. J. (2021). Experimentação no ensino de Química na Educação Básica: uma revisão de literatura. Revista Debates em Ensino de Química, 1(1), 136-152.

Guimarães, C. C. (2009). Experimentação no ensino de química: caminhos e descaminhos rumo à aprendizagem significativa. Química Nova na Escola, 31, 198-202.

Lüdke, M., & André, M. E.D. A. (1986). Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. epu.

Queiroz, S. L. (2004). Do fazer ao compreender ciências: reflexões sobre o aprendizado de alunos de iniciação científica em química. Ciência & Educação, 10(1), 41-53.

Rocha, C. J. T. da, Altarugio, M. H., & Malheiro, J. M. da S. (2018). Formação de professores e o ensino investigativo na química: reflexões e estratégias. Research, Society and Development, 7(3), 1-15.

Santos, L. R. dos, & Menezes, J. A. de. (2020). A experimentação no ensino de Química: principais abordagens, problemas e desafios. Revista Eletrônica Pesquiseduca, 26(1), 180-207.

Santos, J. R. N. dos, Silva, A. C., Almeida, R. B., Mendes, L. F., Costa, M. C., Nunes, V. A., & Cardoso, T. (2019). A análise da experimentação proposta em livros didáticos como prática formativa de professores de química. Scientia Naturalis, 1(1), 85-101.

Santos Junior, J. e Marcondes, M. (2010). Experimentação no ensino: uma investigação sobre as concepções de um grupo de professores de Química de escolas públicas de São Paulo. In Encontro Nacional de Ensino de Química, 15. Anais... Brasília. Disponível em: http://www.sbq.org.br/eneq/xv/resumos/R0697-1.pdf. Acesso em: 01 fev. 2023.

Silva, F. N. da., Silva, R. A. da; Renato, G. de A., & Suart, R. de C. (2020). Concepções de professores dos cursos de Química sobre as atividades experimentais e o ensino remoto emergencial. Revista Docência do Ensino Superior, 10, 1-21.

Silva, O. C., & Vasconcelos, T. N. H. (2013). Tratamento de água para consumo humano: atividades práticas de ensino de ciências e química com emprego de moringa oleifera lam. Revista de Produção Discente em Educação Matemática, 2, 41-48.

Publicado

2024-07-01

Cómo citar

Lança, A. C. y Francisco, W. (2024). Experimentação e formação de professores/as de Química: diálogos com a relação com o saber. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, (56), 94–113. https://doi.org/10.17227/ted.num56-18621

Número

Sección

Artículo de investigación en

Métricas PlumX